COMPARTILHAR

A Asus trouxe novidades bem bacanas no Z3nvolution em outubro do ano passado. Além da família Zenfone 3, a fabricante aproveitou para anunciar o novo ZenWatch 3. O relógio inteligente começou a ser vendido em novembro de 2016 aqui no Brasil. Com um design premium, o smartwatch vai além de ser uma segunda tela do smartphone e traz funcionalidades bacanas para quem busca produtividade ou apenas ser fitness.

O ZenWatch 3 possui memória RAM de 512MB, 4GB de armazenamento interno, Android Wear 1.5, processador Qualcomm Snapdragon Wear 2100, alto-falante e microfone embutidos, Wi-Fi, sensor de seis eixos e sensor de luz, uma tela touch AMOLED de 1.39 polegada com Gorilla Glass. Ele ainda é resistente à água.

Não se deixe enganar pela aparência do relógio. Ele dá a impressão de ser frágil e que, a qualquer momento, um arranhão ou amassado irá aparecer. Mas não. Bati várias vezes o vestível contra a parede e ele não sofreu nada. O que dizer também de quando o esqueci na bermuda e ele foi para a máquina de lavar? O ZenWatch voltou sem nenhum dano. Quer dizer, a pulseira começou a descascar alguns dias depois, mas isso a gente releva devido a este acontecimento.

O smartwatch possui três botões na lateral. Um para o modo fitness, outro para voltar à tela inicial e o terceiro para entrar no modo eco. Este último serve como um modo avião para economizar a bateria. Ele ainda usa pulseiras convencionais. Ou seja, você pode trocar facilmente e não fica refém de pulseiras da própria marca.

Ainda é possível alterar a face do ZenWatch 3. Isso pode acontecer ao pressionar o dedo na tela do gadget ou através do ZenWatch Manager, aplicativo da Asus para administrar e configurar da forma como você deseja usar. A maioria dos mostradores é analógico. Se você tiver problemas feito eu em reconhecer as horas através de ponteiros, há opções bem legais de faces digitais para contornar isso.

No dia a dia, o dispositivo é prático e útil. Ele conta seus passos, registra treinos e ainda mostra a qualidade do sono. Tudo isso é possível parear com o Asus ZenFit, aplicativo fitness da fabricante. A contagem de passos é bem precisa quando você caminha ou corre. Mas há um problema e que aparece em outros dispositivos também: a sensibilidade. O relógio contabiliza passos quando você está em um veículo e está numa velocidade acima do normal.

Músicas no ZenWatch 3

Quase como todo smartwatch ou pulseira fitness, é possível sincronizar as músicas do smartphone no dispositivo. Com o ZenWatch 3, você pode armazenar faixas no próprio relógio. A transferência é um pouco lenta já que é através do bluetooth. Mas é fácil manusear quando tudo estiver ok. Arrastar para cima ou para baixo muda os álbuns ou artistas. Para os lados, você pode executar em modo aleatório ou escolher qual música quer tocar.

Isso é bastante prático para quem gosta de exercitar e não quer levar o smartphone no bolso. Basta parear o relógio com um fone de ouvido bluetooth e pronto. Pena que o armazenamento acontece apenas pelo Google Play Música. Não dá para guardar músicas offline de serviços de streaming, por exemplo. Mas nada que isso aconteça no futuro.

Independente do smartphone

O ZenWatch 3 é totalmente independente do smartphone. Ele pode se conectar a uma rede Wi-Fi que seu aparelho já esteja conectado. Então não precisa ficar sempre com o bluetooth ligado ou com o celular por perto para aproveitar os recursos do relógio.

O aparelho vem ainda com um Snapdragon 2100 para vestíveis. O processador não faz feio na hora de executar tarefas. Alinhado a isso, a tela tem uma sensibilidade muito boa. Então não era preciso fazer muito esforço para passar pelos aplicativos.

Para quem é preocupado com a bateria, o relógio segura quase um dia completo em uso moderado. O legal é que o gadget possui carregamento rápido. Basta colocar na tomada e, em 10 minutos, você consegue 100% de carga. Tempo suficiente para não atrasar seus compromissos por aí.

E quanto custa o ZenWatch 3?

O relógio custa R$ 1.799 à vista ou R$ 1.999 parcelado no site da Asus. Sim, o preço é um pouco salgado para outros produtos semelhantes disponíveis no mercado. Para quem quer um dispositivo para monitorar atividades, há opções mais baratas. Mas para quem quer também produtividade e estilo, o ZenWatch 3 consegue se sobressair diante de modelos com recursos limitados.

Ah! O relógio deve receber ainda o Android Wear 2.0 neste ano. Durante o Z3nvolution, Marcel Campos, diretor de marketing para Índia e América Latina da marca, afirmou sobre a atualização para o novo firmaware. Rumores indicam que a Google vai liberar o SO dia 9 de fevereiro, então não deve demorar muito para que o ZenWatch 3 receba o update.

Confira também nossa análise em vídeo do ZenWatch 3 e não se esqueça de se inscrever em nosso canal no YouTube.