AnálisesNotícias

[Impressões] LG G6

A LG fez barulho quando lançou o G6 no mercado brasileiro. O buzz todo é o aparelho ser vendido por R$ 4 mil e trazer um processador lançado em 2016. No vídeo acima, Marcelo Santos, gerente de produtos da fabricante, explica o motivo do smartphone custar o mesmo que o Galaxy S8, da Samsung.

O lançamento da LG tem um chipset Qualcomm Snapdragon 821, memória RAM de 4GB, armazenamento interno de 32GB e bateria de 3.230 mAh. Para amantes da fotografia, a câmera traseira possui dois sensores com 13 megapixels cada. Já o sensor frontal tem 5 megapixels com lente grande angular de 100 graus.

Recebi o aparelho para testes, mas vou me atar somente às impressões dele. O motivo? Consegui fazer apenas uma avaliação da câmera do G6. Nas últimas semanas, problemas de saúdes, curso de Periferia Criativa, rascunho de projetos de capacitação e tantas outras coisas tomaram meu tempo. Até mandei e-mail para a LG perguntando se eu poderia passar mais uns dias, só para finalizar tudo direitinho. Sem respostas. Vida que segue.

Design, tela e desempenho do LG G6

É notável que as fabricantes têm produzido aparelhos bem semelhantes. Se você passar o olho rápido em uma vitrine, com certeza pode confundir o G6 com outro smartphone. Quem nunca achou que o Zenfone 3 Zoom fosse o iPhone 7?

Tirando esse copia e cola contemporâneo das fabricantes, achei o design do G6 bem polido, sóbrio e com um aproveitamento muito legal do display. Ela tem proporção 18:9, vendida pela LG como tela de cinema. De fato, ver Netflix e YouTube no aparelho é uma experiência interessante.

Mas quando falamos de usabilidade isso já muda. Quem tem mão pequena, vai encontrar dificuldades em usar o smartphone com uma só. Além disso, os aplicativos não estão preparados para essa proporção. Em muitos há bordas pretas nas partes superior e inferior, deixando a experiência de uso bem mediana.

Sobre o desempenho, ~não sou capaz de opinar~. Na verdade, por conta dos contratempos, ele ficou guardado na caixa. Até porque eu não iria sair pelas ruas do Recife com um aparelho de R$ 4 mil sem motivos. Quando o fiz, me limitei ao uso do Instagram e da câmera.

Mas faço uma ressalva. A LG insiste em trazer sempre algo da geração passada. Quando ela lançou o G4, o mercado brasileiro já tinha smartphones com sensor de digital e a empresa não. No G5, trouxe um smartphone “premium” com processador intermediário, enquanto as outras fabricantes não.

Aqui temos um Snapdragon 821. O chipset da Qualcomm não é ruim, mas há um mais atual no mercado. Se a LG diz que o preço do G6 é apenas posicionamento de mercado, era bom trazer um processador à altura, que justificasse isso.

Câmera do G6

A câmera do LG G6 trouxe melhorias consideráveis em relação ao G5. Olhando pelo lado ruim, o granulado ainda está presente no software. Aquele efeito embelezador forçado está ali quando você vai capturar o momento. Se no G5 o aspecto de cera nas fotos era gritante, aqui é mais discreto.

Percebi também que os sensores da câmera traseira tendem para o azul no modo Automático. Qualquer queda de luz no ambiente e você verá fotos com o tom. Mas nada como usar o modo Manual para evitar isso. Sobre o recurso grande angular, a sensação é que você está usando uma lente Fisheye e algumas imagens se perdem quando a funcionalidade está ligada.

Mas vamos falar de coisa boa. O modo Manual do G6 foi aprimorado e é a melhor opção na hora de tirar fotos. Até mesmo para quem não entende como usar esses recursos. Outro ponto legal é a divisão da tela. Essa funcionalidade deixa a câmera ativa no bloco de cima e as imagens capturadas na parte de baixo.

Não há perda de espaço quando este recurso está ligado. Isso quer dizer que você verá na tela o que o sensor da câmera está vendo. Sobre a câmera frontal, para mim, a do LG G6 concorre como uma das melhores do segmento premium. O software, neste ponto, foi aprimorado e deixa as imagens mais naturais.

Vale lembrar que a câmera selfie também possui lente grande angular. Embora há uma grande entrada de luz, o sensor frontal captura bem os detalhes do ambiente, sem deixar um borrão ao fundo. Então você conseguirá fácil imagens com um cenário bonito atrás.

E é isso…

O LG G6 chegou ao mercado para concorrer com o Galaxy S8 da Samsung, mas não sei se foi certa a estratégia da empresa em defender a tela como demanda do consumidor e, assim, tentar levá-lo a comprar o aparelho. O preço já caiu, é fato. No Buscapé, o G6 varia de R$ 2.500 a R$ 4 mil. No Zoom, de R$ 3 mil a R$ 4 mil. O valor ainda é salgado quando, até no segmento intermediário, é possível encontrar smartphones com melhores especificações.

Especificações técnicas

Tela: 5,7 polegadas
Sistema Operacional: Android 7.0
Processador: Snapdragon 821 Dual-core 2.35 GHz Kryo + Dual-core 1.6 GHz Kryo
Memória: 4 GB de RAM e 32 GB de armazenamento
Câmeras: 13 MP (principal) e 5 MP (frontal)
Bateria: 3.300 mAh
Preço: sugerido de R$ 3.999

Fotos: Thulio Falcão/Tecnosense

Previous post

Android 7 Nougat chega ao Zenfone 3 Zoom nas próximas semanas

DB1 renova CMMI Nível 3 que garante padrão de qualidade de software
Next post

Risco cibernético é preocupante para empresários, aponta pesquisa da Aon

Thulio Falcão

Thulio Falcão

Eu sou jornalista e gosto de brindar. Na falta de um par, brindo só. O importante é o copo cheio. Nada melhor que jogar videogame ou discutir tecnologia num boteco de esquina.